Bem-vindos a Taberna!
Grupo do Facebook


Um curioso modelo de secessão nos EUA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Rant Casey em 17/8/2015, 13:04

How Long America?
In Which the Unthinkable is Thunk
March 29, 2015

Is it possible for the United States to break up, either de facto or formally?

I wonder. The country is not a happy place. Today it is more consciously and resentfully divided, politically, regionally, racially and by sex and class than perhaps ever before. The rich prosper and the middle class sink. Three major racial blocs eye each other with fear and hostility. The hard left controls the media and government against the desires of much of the country, enforcing social engineering that is deeply disliked. Feminists make war on men, and destroy the schools and universities. Washington is widely loathed. Rules, laws, and regulations never voted on grow ever more burdensome and intrusive. Many quietly want out. The question is how to get there.

A breakup will not come by armed secession. We tried that, with poor results. It will come, if it does, by gradual degrees, by inadvertence, by quietly ignoring the central government, by incremental defiance. This has begun. Whether it will continue remains to be seen.

It is not clear that the feds could prevent it. How powerful, really, is Washington? Consider. Marijuana is illegal under federal law, yet Colorado and Washington state made it legal, and got away with it. The feds did not arrest the governors or send troops. Since then, Alaska and Washington DC have legalized weed. Other states seem poised to follow. Unless Washington does something dramatic and soon, the states will learn that they can simply ignore the feds.

Who might like to secede? Most conspicuously, Latinos. In four states—California, Texas, Arizona, and New Mexico—Latinos either have or will soon have a demographic majority, which means that eventually they will have a voting majority.

This doesn´t mean that white and brown will be locked in mortal political combat. In much of the country Latinos and whites get along reasonably well. It means that Hispanic influence, already potent, will become more so. It may (or may not) mean that Latinos, like blacks, will clump together in such numbers and concentrations that they will have little contact with whites and little incentive to assimilate. Why would they? They like their civilization, food, music, and culture. What they want in America is prosperity.

To generalize but not, I think, excessively, Hispanics have more in common with Mexico that with Washington. Whites in many Western states have little in common with Washington and the Northeast.

Now, here things become interesting. Illegal immigration is, clearly, illegal—yet a black President and attorney general, probably from racial hostility to whites, are doing all they can to increase the Hispanic population of the US. But how could any President stop it? Too many interests have a stake in continuing it. Building a fence along the border is fantasy, as is revoking birthright citizenship. The influx will continue, and new children will not be deportable. They will eventually vote.

The consequence, now inevitable, is that the Southwest will become more Mexican than American. The larger a minority population, the harder to make it do things it doesn’t want to do.

California now issues driver’s licenses to illegals. The police are not allowed to ask about status of immigration. There is talk of allowing illegals to vote in municipal elections, which will speed Mexicanization. These and similar measures come close to making them citizens of California, while not of America.

The drip-by-drip empowerment of Latinos advances apace. The New York Times: “LOS ANGELES — California is challenging the historic status of American citizenship with measures to permit noncitizens to sit on juries...and to open the practice of law even to those here illegally. It is the leading edge of a national trend that includes granting drivers’ licenses and in-state tuition to illegal immigrants in some states ….”
Yep.

New York ponders a similar law.

Defiance of federal law grows common. For example, “Rep. Luis Gutierrez (D-Ill.) says Chicago is the friendliest immigrant city in the nation since they, “made sure that we no longer cooperate with immigration authorities when it comes to the deportation or separation of our families.”

A US congressman, and a US president, defy federal law. This is an ungluing of note.

What can Washington do if states and regions simply go their own way? If large numbsr of people stop paying income taxes, say? One tax evader can be arrested. Fifty thousand cannot. A problem for the feds is that if a state’s police decline to enforce federal laws, the feds have to do it themselves, and they don’t have the manpower. Passive resistance is hard to prosecute, gradualism offers scant pretext, rising generations seem less concerned about immigration than their elders, and a forcible response from Washington would entail frightful political risks.

So as the Fatal Four southwestern states become ever more Latino, what if they de facto eliminate the border with Mexico? They wouldn’t describe it that way. They probably wouldn’t describe it at all. They would just ignore sovereignty. In a globalizing world, the very idea of sovereignty seems less important that it once did. I will guess that the young, who will one day be older, care less than their elders about national identity.

How then would Washington enforce its will? Send the Army? Bomb Los Angeles? Them as has the numbers gets their way. And are getting it.

The result could easily be a de facto integration with Mexico—businesses operating on both sides of the border as if there were no border, a completely free flow of people, and the like.

In the past the rock-solid unity of the United States existed because people wanted it. The foundation was a largely uniform white, Christian, European culture which no one thought about because there was no reason to think about it. Minorities were minor enough that they had to conform to the dominant culture. People shared ideas of morality, education, crime, music, religion, dress, manners, and patriotism.

That unity is gone forever. The old, functioning system has been replaced, not by another functioning system, such as that of Japan, China, or Korea, but by civilizational chaos. A law of human behavior is that people want to live among people like themselves. Another is that they do not like being ruled from afar by people they detest. Who likes Washington today?

Another possibility of secession lies in the South. Mississippi, the darkest state, is thirty-seven percent black. Although we are not permitted to say it, the racial hostility of blacks toward whites is intense. While whites will (now, anyway) vote for a black candidate over a white—which is how we got Obama—blacks vote as a bloc for black candidates. (If memory serves, Obama got 93% of the black vote.)

Should the black percentage in Mississippi grow to a tipping point, then, when whites bail out (which is usually what happens though we are not supposed to say this either), the state would become a self-governing country within a country—dependent on federal subsidies, yes, but having no loyalty to or culture in common with white society. It would not, methinks, feel an urgent need to obey federal laws.

Tell me I’m crazy. But wait twenty years.

Anyone interested in what Mexico is and is not would do well to read Manana Forever by Jorge Castañeda. Not a puff book, just accurate.

http://www.fredoneverything.net/Secession.shtml

_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por White Witch em 17/8/2015, 15:10

rsrs se ele pensar bem, os mesmos fatores que levariam a uma secessão, são os mesmo que levam a união, ou ainda um imperium. Em suma, ele tá enganado achando que o processo de formação de nações é apenas meramente uma postura ante as instituições.

_________________________________________
TUTORIAL=> Encurtando e criptografando links
avatar
White Witch
Webmaster
Webmaster

Mensagens : 1776
Data de inscrição : 02/07/2014
Localização : Seversk - Rússia

http://eusouarcaico.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Joe em 17/8/2015, 17:26

White Witch escreveu:rsrs se ele pensar bem, os mesmos fatores que levariam a uma secessão, são os mesmo que levam a união, ou ainda um imperium. Em suma, ele tá enganado achando que o processo de formação de nações é apenas meramente uma postura ante as instituições.

Pois é, esse texto me lembrou o discurso do movimento "O Sul é meu país".

http://meusul.net.br/

Isso é a coisa mais SWPL que já inventaram e uma vergonha aos farroupilhas. Eles acreditam que é possível separar o sul de forma pacífica e democrática. Entre as propostas hilárias do "movimento", há o do governo brasileiro fazer um plebiscito onde os sulistas decidiriam se querem ou não se separar.

Entenderam? O governo faz um plebiscito, e se a resposta for "sim", o governo simplesmente aceita o sul como república.

_________________________________________
""Ain't nothing sadder than an outdoor cat thinks he's an indoor cat."
avatar
Joe
SATANISTA

Mensagens : 3503
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Rant Casey em 17/8/2015, 18:08

Joe escreveu:
White Witch escreveu:rsrs se ele pensar bem, os mesmos fatores que levariam a uma secessão, são os mesmo que levam a união, ou ainda um imperium. Em suma, ele tá enganado achando que o processo de formação de nações é apenas meramente uma postura ante as instituições.

Pois é, esse texto me lembrou o discurso do movimento "O Sul é meu país".

http://meusul.net.br/

Isso é a coisa mais SWPL que já inventaram e uma vergonha aos farroupilhas. Eles acreditam que é possível separar o sul de forma pacífica e democrática. Entre as propostas hilárias do "movimento", há o do governo brasileiro fazer um plebiscito onde os sulistas decidiriam se querem ou não se separar.

Entenderam? O governo faz um plebiscito, e se a resposta for "sim", o governo simplesmente aceita o sul como república.

Montenegro separou-se da Sérvia (e separar-se da Sérvia NÃO É BOLINHO) exatamente dessa forma.


_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Joe em 17/8/2015, 18:14

Rant Casey escreveu:
Joe escreveu:
White Witch escreveu:rsrs se ele pensar bem, os mesmos fatores que levariam a uma secessão, são os mesmo que levam a união, ou ainda um imperium. Em suma, ele tá enganado achando que o processo de formação de nações é apenas meramente uma postura ante as instituições.

Pois é, esse texto me lembrou o discurso do movimento "O Sul é meu país".

http://meusul.net.br/

Isso é a coisa mais SWPL que já inventaram e uma vergonha aos farroupilhas. Eles acreditam que é possível separar o sul de forma pacífica e democrática. Entre as propostas hilárias do "movimento", há o do governo brasileiro fazer um plebiscito onde os sulistas decidiriam se querem ou não se separar.

Entenderam? O governo faz um plebiscito, e se a resposta for "sim", o governo simplesmente aceita o sul como república.

Montenegro separou-se da Sérvia (e separar-se da Sérvia NÃO É BOLINHO) exatamente dessa forma.


Mas isso seria tentar transformar exceção em regra. Para cada caso de separação pacífica, tem uns trocentos que foi na porrada mesmo.

Fora que, aposto que nesses casos "pacíficos", só deu certo pq o outro lado não tinha interesse em manter o território separatista ou havia interesses maiores (ONU, grupos econômicos, etc) zelando pelos separatistas.

Ambas as condições são inexistentes tanto no caso dos EUA quanto do sul do país.


Última edição por Joe em 17/8/2015, 18:17, editado 1 vez(es)

_________________________________________
""Ain't nothing sadder than an outdoor cat thinks he's an indoor cat."
avatar
Joe
SATANISTA

Mensagens : 3503
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Rant Casey em 17/8/2015, 18:17

Joe escreveu:
Rant Casey escreveu:
Joe escreveu:
White Witch escreveu:rsrs se ele pensar bem, os mesmos fatores que levariam a uma secessão, são os mesmo que levam a união, ou ainda um imperium. Em suma, ele tá enganado achando que o processo de formação de nações é apenas meramente uma postura ante as instituições.

Pois é, esse texto me lembrou o discurso do movimento "O Sul é meu país".

http://meusul.net.br/

Isso é a coisa mais SWPL que já inventaram e uma vergonha aos farroupilhas. Eles acreditam que é possível separar o sul de forma pacífica e democrática. Entre as propostas hilárias do "movimento", há o do governo brasileiro fazer um plebiscito onde os sulistas decidiriam se querem ou não se separar.

Entenderam? O governo faz um plebiscito, e se a resposta for "sim", o governo simplesmente aceita o sul como república.

Montenegro separou-se da Sérvia (e separar-se da Sérvia NÃO É BOLINHO) exatamente dessa forma.


Ao meu ver, seria tentar transformar exceção em regra. Para cada caso de separação pacífica, tem uns trocentos que foi na porrada mesmo.

Fora que, aposto que nesses casos "pacíficos", só deu certo pq o outro lado não tinha muito interesse em manter o território separatista ou interesses maiores (ONU, grupos econômicos, etc) zelando pelos separatistas.

Ambas as condições são inexistentes tanto no caso dos EUA quanto do sul do país.

Joe, leia direito os textos antes de opinar ok?

Primeiro, ele não fala em "sul separando-se" nos EUA. Ele fala na região central. Os assim chamados "flyover states".

Segundo, ele não fala em secessão via conflito, mas em progressiva disfunção e inabilidade de Washington fazer cumprir as determinações da União. Para tal ele trabalha num modelo onde indifere a separação formal da informal.


_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Joe em 17/8/2015, 18:18

Rant Casey escreveu:
Joe escreveu:
Rant Casey escreveu:
Joe escreveu:
White Witch escreveu:rsrs se ele pensar bem, os mesmos fatores que levariam a uma secessão, são os mesmo que levam a união, ou ainda um imperium. Em suma, ele tá enganado achando que o processo de formação de nações é apenas meramente uma postura ante as instituições.

Pois é, esse texto me lembrou o discurso do movimento "O Sul é meu país".

http://meusul.net.br/

Isso é a coisa mais SWPL que já inventaram e uma vergonha aos farroupilhas. Eles acreditam que é possível separar o sul de forma pacífica e democrática. Entre as propostas hilárias do "movimento", há o do governo brasileiro fazer um plebiscito onde os sulistas decidiriam se querem ou não se separar.

Entenderam? O governo faz um plebiscito, e se a resposta for "sim", o governo simplesmente aceita o sul como república.

Montenegro separou-se da Sérvia (e separar-se da Sérvia NÃO É BOLINHO) exatamente dessa forma.


Ao meu ver, seria tentar transformar exceção em regra. Para cada caso de separação pacífica, tem uns trocentos que foi na porrada mesmo.

Fora que, aposto que nesses casos "pacíficos", só deu certo pq o outro lado não tinha muito interesse em manter o território separatista ou interesses maiores (ONU, grupos econômicos, etc) zelando pelos separatistas.

Ambas as condições são inexistentes tanto no caso dos EUA quanto do sul do país.

Joe, leia direito os textos antes de opinar ok?

Primeiro, ele não fala em "sul separando-se" nos EUA. Ele fala na região central. Os assim chamados "flyover states".

Segundo, ele não fala em secessão via conflito, mas em progressiva disfunção e inabilidade de Washington fazer cumprir as determinações da União. Para tal ele trabalha num modelo onde indifere a separação formal da informal.


Quando falei "sul do país" estava falando no nosso sul, o sul do Brasil. Tanto que escrevi "Ambas as condições são inexistentes tanto no caso dos EUA quanto do sul do país." Se estivesse falando em sul dos EUA, não faria sentido a parte que escrevi "tanto no caso dos EUA".


Última edição por Joe em 17/8/2015, 18:22, editado 1 vez(es)

_________________________________________
""Ain't nothing sadder than an outdoor cat thinks he's an indoor cat."
avatar
Joe
SATANISTA

Mensagens : 3503
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Rant Casey em 17/8/2015, 18:19

O RS não separaria porque seria um desastre econômico e energético.

Simples assim.

Seria um Uruguai sem eletricidade, sem paraíso fiscal, e endividado até o talo. Isso sozinho já preclude qualquer hipótese de separação, pacífica ou não.

_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Joe em 17/8/2015, 18:40

De qualquer forma, não consigo imaginar Washington (ou mesmo Brasília, que tbm não são lá muito famosos pela sua eficácia) simplesmente largar o osso apenas pq não conseguem fazer cumprir as determinações da União.

Nem mesmo Roma caiu sem que houvesse conflitos.

_________________________________________
""Ain't nothing sadder than an outdoor cat thinks he's an indoor cat."
avatar
Joe
SATANISTA

Mensagens : 3503
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Rant Casey em 17/8/2015, 19:10

Joe escreveu:De qualquer forma, não consigo imaginar Washington (ou mesmo Brasília, que tbm não são lá muito famosos pela sua eficácia) simplesmente largar o osso apenas pq não conseguem fazer cumprir as determinações da União.

Nem mesmo Roma caiu sem que houvesse conflitos.

É preciso ter dentes pra segurar o osso.

Ele cita diversos exemplos onde foi relativamente fácil ignorar Washington, e fazer com que Washington fizesse vista grossa para aquilo que não conseguiria reverter.

Quando se fala em USA é importante lembrar que lá os estados possuem um grau bem maior de autonomia do que aqui, inclusive e sobretudo legislativa. Eles não precisam declarar guerra à União, se faz o que quer impunemente funcionar, e em muitos casos tem funcionado.

Isso que é particularmente interessante no recorte do Fred Reed.

A coisa fica como "bagunça na sala de aula". É possível mandar um, dois, três alunos pra secretaria e fazer deles um exemplo para os demais. Mas se a classe em peso está de baderna? O professor rapidinho se recorda que ele é um só, e que os únicos instrumentos que lhe restam seriam excessivamente contundentes (o que Reed se refere como "problema político" envolvido em uma intervenção armada).

Nesse modelo os estados estariam (e estão) comendo esse mingau quente pelas beiradas - o jeito certo pra não queimar os beiços.

_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Rant Casey em 17/8/2015, 19:15

Me recordei de vezes em que eu disse: "O Brasil tem leis absurdas e intrusivas: a nossa sorte é que é incompetente demais para fiscalizar e fazer cumprir cada uma delas".

A mensagem é clara: o quanto se consegue em "independência" da União está condicionado a:

- O quão longe se toma o cuidado de não ir, para não justificar uma resposta contundente;
- O quão ineficiente a União é para fazer valer seus ditames em uma questão específica ou várias;
- Encontrar o passo certo de progressiva "desobediência", de modo que a passos lentos se consiga neutralizar um poder maior.

Esses conceitos seriam muito similares aos de "Guerra Assimétrica" e particularmente interessantes quando se fala em Zonas Temporárias Autônomas.

Entendendo o cálculo: ganha-se terreno progressivamente onde o poder central é mais fraco e menos interessado, e em determinado ponto, ele é incapaz de fazer valer certas determinações - contentando-se com um set menor delas cujo custo de transgredir seria proibitivo de um ponto de vista estratégico.


_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por White Witch em 18/8/2015, 08:31

- O quão ineficiente a União é para fazer valer seus ditames em uma questão específica ou várias;

É disso que falo, um pais ineficiente ou inexistente é o que leva os grupos políticos a pensarem num governo mais "funcional" ou até digamos, mais mão-de-ferro. A anarquia é que prepara o caminho.

_________________________________________
TUTORIAL=> Encurtando e criptografando links
avatar
White Witch
Webmaster
Webmaster

Mensagens : 1776
Data de inscrição : 02/07/2014
Localização : Seversk - Rússia

http://eusouarcaico.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Joe em 19/8/2015, 16:57

White Witch escreveu:
- O quão ineficiente a União é para fazer valer seus ditames em uma questão específica ou várias;

É disso que falo, um pais ineficiente ou inexistente é o que leva os grupos políticos a pensarem num governo mais "funcional" ou até digamos, mais mão-de-ferro. A anarquia é que prepara o caminho.

E tem outra coisa. Os estados americanos são tão auto-suficientes assim a ponto de poderem se manterem sozinhos? Ou iam virar apenas um Uruguai no primeiro mundo?

_________________________________________
""Ain't nothing sadder than an outdoor cat thinks he's an indoor cat."
avatar
Joe
SATANISTA

Mensagens : 3503
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Rant Casey em 19/8/2015, 17:22

Joe escreveu:
White Witch escreveu:
- O quão ineficiente a União é para fazer valer seus ditames em uma questão específica ou várias;

É disso que falo, um pais ineficiente ou inexistente é o que leva os grupos políticos a pensarem num governo mais "funcional" ou até digamos, mais mão-de-ferro. A anarquia é que prepara o caminho.

E tem outra coisa. Os estados americanos são tão auto-suficientes assim a ponto de poderem se manterem sozinhos? Ou iam virar apenas um Uruguai no primeiro mundo?

Uruguai no primeiro mundo = Suíça.

_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Joe em 20/8/2015, 02:25

Rant Casey escreveu:
Joe escreveu:
White Witch escreveu:
- O quão ineficiente a União é para fazer valer seus ditames em uma questão específica ou várias;

É disso que falo, um pais ineficiente ou inexistente é o que leva os grupos políticos a pensarem num governo mais "funcional" ou até digamos, mais mão-de-ferro. A anarquia é que prepara o caminho.

E tem outra coisa. Os estados americanos são tão auto-suficientes assim a ponto de poderem se manterem sozinhos? Ou iam virar apenas um Uruguai no primeiro mundo?

Uruguai no primeiro mundo = Suíça.

Não estou convencido de que um Uruguai de primeiro mundo seria necessariamente uma Suíça. Os EUA tem uns estados bem quebrados (descobri isso pesquisando sobre o estado da Lousiana, onde se passa a série True Detective), que fazem o RS parecer uma Suíça.

De qualquer forma, o WW tem um ponto. A anarquia é o que pode levar um desejo ainda maior de reforçar a centralização.

Os conservas americanos já estão falando em se separar por causa da legalização do casamento gay (o Texas virou a ponta de lança dessa treta). Pode parecer pouco provável uma segunda guerra civil por causa disso, mas depois que WW me mostrou o caso de um país que entrou em guerra por causa de uma partida de futebol, não duvido de mais nada.


Última edição por Joe em 20/8/2015, 03:07, editado 1 vez(es)

_________________________________________
""Ain't nothing sadder than an outdoor cat thinks he's an indoor cat."
avatar
Joe
SATANISTA

Mensagens : 3503
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Joe em 20/8/2015, 03:00

Por curiosidade fiz uma pesquisa rápida no google e encontrei vários textos sobre uma possível segunda guerra civil.

Os textos apontam a crise economica e a ineficiência do governo Obama, combinado com suas tendências autoritárias, como possíveis gatilhos para o conflito.

http://osnetdaily.com/2015/05/the-sides-are-being-drawn-for-the-2nd-american-civil-war/

http://www.hngn.com/articles/45047/20141007/u-s-heading-towards-second-civil-war-due-obamas-presidency.htm

http://www.thecommonsenseshow.com/2014/05/01/the-reason-why-there-will-be-a-second-american-civil-war/

http://www.rt.com/usa/civil-war-2016-us-582/

Ps: segunda guerra civil americana costumava ser assunto restrito a ficção (há vários filmes e livros sobre o tema). Mas o que me chamou é que todos esses links são recentes e falam sério sobre a possibilidade.

A realidade está mais estranha que a ficção.

_________________________________________
""Ain't nothing sadder than an outdoor cat thinks he's an indoor cat."
avatar
Joe
SATANISTA

Mensagens : 3503
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Rant Casey em 20/8/2015, 18:15

Joe escreveu:
Rant Casey escreveu:
Joe escreveu:
White Witch escreveu:
- O quão ineficiente a União é para fazer valer seus ditames em uma questão específica ou várias;

É disso que falo, um pais ineficiente ou inexistente é o que leva os grupos políticos a pensarem num governo mais "funcional" ou até digamos, mais mão-de-ferro. A anarquia é que prepara o caminho.

E tem outra coisa. Os estados americanos são tão auto-suficientes assim a ponto de poderem se manterem sozinhos? Ou iam virar apenas um Uruguai no primeiro mundo?

Uruguai no primeiro mundo = Suíça.

Não estou convencido de que um Uruguai de primeiro mundo seria necessariamente uma Suíça. Os EUA tem uns estados bem quebrados (descobri isso pesquisando sobre o estado da Lousiana, onde se passa a série True Detective), que fazem o RS parecer uma Suíça.

De qualquer forma, o WW tem um ponto. A anarquia é o que pode levar um desejo ainda maior de reforçar a centralização.

Os conservas americanos já estão falando em se separar por causa da legalização do casamento gay (o Texas virou a ponta de lança dessa treta). Pode parecer pouco provável uma segunda guerra civil por causa disso, mas depois que WW me mostrou o caso de um país que entrou em guerra por causa de uma partida de futebol, não duvido de mais nada.

Vide a Primeira Guerra que começou porque mataram o vocalista de uma banda indie alemã ou coisa assim. alien

_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Rant Casey em 23/8/2015, 20:34

http://takimag.com/article/rise_of_the_stoics_james_miller#axzz3jgdsdv3N

TL;DR

Cartórios de 12 condados americanos estão se negando a emitir certidões de casamento, em oposição à manobra do supremo deles que legalizou o casamento gay.

Estes cartórios são repartições públicas federais.

_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Joe em 27/8/2015, 00:04

Eu ia postar num tópico próprio, mas o assunto "secessão dos EUA" é aqui, acho que tem mais a ver.

Resumão: O atirador, o repórter Vester Lee Flanigan (negro), que foi demitido e substituído por Alison Parker (branca), a assassinou por achar que foi dispensado por racismo.

Vídeo em rede social mostra disparo que matou repórteres ao vivo nos EUA
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/08/video-publicado-em-rede-social-mostra-disparo-ao-vivo.html

O caso tá causando comoção pq é simétrico ao do atirador branco que matou negros de uns meses atrás.

Atirador branco que invadiu igreja nos EUA matou vítimas 'por serem negras'

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2015/06/1644483-atirador-branco-que-invadiu-igreja-nos-eua-matou-vitimas-por-serem-negras.shtml

Os EUA andam numa onda de conflitos por tudo que é motivo: casamento gay, raça, etc.

Tvlz a guerra civil estoure mais cedo do que se pensa.

_________________________________________
""Ain't nothing sadder than an outdoor cat thinks he's an indoor cat."
avatar
Joe
SATANISTA

Mensagens : 3503
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por White Witch em 27/8/2015, 09:49

pra haver Guerra civil tem que haver coesão politica.

Caos desorganizado leva a lugar nenhum, no máximo a repressão brutal e cadeia.

_________________________________________
TUTORIAL=> Encurtando e criptografando links
avatar
White Witch
Webmaster
Webmaster

Mensagens : 1776
Data de inscrição : 02/07/2014
Localização : Seversk - Rússia

http://eusouarcaico.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Rant Casey em 27/8/2015, 13:35

Não acredito em guerra civil.

Por isso achei esse modelo interessante.

Ele consiste em desobediência civil - dar as costas à Federação de formas que ela não tenha motivos ou pretextos para retaliar de modo violento.

A base do raciocínio é: a Federação depende de cooperação, muito mais do que "manpower". Cessada a cooperação, ela continua existindo de jure mas não de facto.

_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Joe em 4/9/2015, 17:11

Tabeliã que se negou a celebrar casamento gay é presa nos EUA
Por motivos religiosos, Kim Davis se recusa a conceder licenças a casais do mesmo sexo

http://brasil.elpais.com/brasil/2015/09/03/internacional/1441317531_656028.html?id_externo_rsoc=FB_CM

Davis, de 49 anos, se transformou em um símbolo dos conservadores religiosos. Seu caso adquiriu contornos nacionais: nenhum funcionário desafiou tão abertamente a sentença do Supremo. A decisão anulou o poder dos Estados para proibir o casamento homossexual. Kentucky era um dos 13 Estados que proibiam tal casamento.

A polêmica entrou na campanha para as eleições presidenciais de 2016. O ex-governador do Arkansas Mike Huckabee, um dos aspirantes à nominação republicana e que foi pastor evangélico, escreveu em sua conta do Twitter que a prisão de Davis “acaba com qualquer dúvida sobre a criminalização do cristianismo nesse país”


Ao que tudo indica, o caldo está entornando cada vez mais na terra do Tio Sam.

_________________________________________
""Ain't nothing sadder than an outdoor cat thinks he's an indoor cat."
avatar
Joe
SATANISTA

Mensagens : 3503
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um curioso modelo de secessão nos EUA

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum