Bem-vindos a Taberna!
Grupo do Facebook


Uma coisa me chama a atenção nos tais jovens críticos: sua intolerância

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Uma coisa me chama a atenção nos tais jovens críticos: sua intolerância

Mensagem por Convidado em 5/9/2016, 13:40

Uma coisa me chama a atenção nos tais jovens críticos: sua intolerância
05/09/2016 02h03
321
Mais opções

Nosso mundo contemporâneo é cheio de fetiches sobre seu próprio avanço em relação ao passado. Hoje vou dar dois exemplos de fetiches típicos. O primeiro a ver com a ideia de crítica e de pessoas críticas. O segundo a ver com a ideia de revolução, mais precisamente a revolução sexual.

O primeiro fetiche proponho chamarmos de fetiche da crítica. Este é um dos mais comuns e mais bobos do mundo contemporâneo. Nunca vi gente mais longe de qualquer pensamento que valha a pena do que gente "crítica". Não conheço gente mais chata do que gente "crítica".

O fetiche da crítica aparece muito associado à educação, à arte e à cultura. Você pode ouvir gente falando dele em todo lugar em que muita gente se reúna para pensar a educação, a arte e a cultura.

Como fazer um aluno crítico? Como criar uma arte crítica? Como produzir uma cultura crítica? Minha primeira aposta é que, se você perguntar diretamente para um desses defensores de uma educação crítica, de uma arte crítica e de uma cultura crítica o que é ser crítico, ele vai responder mostrando uma selfie dele numa manifestação na Paulista.

Eu vou dizer para você uma coisa: não conheço aluno mais fechado ao diálogo do que alunos que se consideram críticos. Ser "crítico" nesse caso, basicamente, significa falar mal do capitalismo, do patriarcalismo e dos EUA. Uma banalidade que se ensina em qualquer aula barata de filosofia e sociologia.

Mas uma coisa me chama a atenção nos tais jovens críticos: sua intolerância. Torquemada ficaria com complexo de inferioridade. Não conte com nenhuma autocrítica em gente crítica. Normalmente lê pouco, é afogado em certeza banais do tipo "o mundo seria melhor se fosse como eu descrevi em minha tese", e tem pouco afeto pelo estudo profundo de qualquer coisa.

Aí vai uma característica chocante em gente crítica: não gosta de estudar de fato. Quando fala, fala a partir de uma posição inquestionável. Acho que o motivo dessa atitude é justamente aquele tipo de ignorância marcante em quem conhece pouco de qualquer coisa. Por isso, acho mais importante procurarmos levar um aluno a entender o que um texto quer dizer simplesmente e não levá-lo a ser "crítico". Antes de tudo, podemos perguntar: crítico do que, se, normalmente, mesmo os professores não são críticos de nada a não ser daquilo de que não gostam?

Portanto temo pela educação, pela arte e pela cultura quando se busca formar críticos. O fetiche os leva ao gozo porque, usando essa palavra "crítica", você pode dizer qualquer banalidade que ela soa ungida pelo véu da inteligência.

De minha parte, acho que devemos evitar a palavra "crítica" da mesma forma que devemos evitar palavras como "cabala" ou "energia". Em si, as duas são coisas sérias, mas, no mundo do fetiche da informação como o nosso, as duas não significam muito mais do que palavras vazias de sentido.

Outro fetiche é o da revolução. Toda pessoa crítica faz uma revolução por fim de semana. Mas, entre todas, a mais ridícula é a revolução sexual, aquela que matou o desejo e o afeto entre homens e mulheres. Quando, no futuro, estudarem nossa época, perceberão que, entre as baixas causadas pela gente crítica, estarão o afeto e o desejo. Nunca ambos foram tão falados e tão combatidos a pauladas. Afogados na banalidade das quantidades.

Vejo mesmo uma manifestação de gente crítica e revolucionária na Paulista no futuro. Essa manifestação que tenho na cabeça acontecerá em poucos anos. Se focarmos melhor nossas câmeras, veremos alguns cartazes, claro, todos revolucionários. Perguntará o leitor ingênuo: "A favor do que ou contra o quê?" Gente crítica e revolucionária sempre é a favor de algo ou contra algo.

Alguns desses cartazes dirão frases assim: "Pelo incesto como forma de crítica sexual!", "Por que não posso amar a minha mãe sexualmente?", "Freud morreu: viva o incesto como forma plena do desejo antiedípico!". Teses pelo mundo afora discutirão a nova forma de amor livre: o direito ao incesto.

E, no meio dos cartazes, um outro: "Pelo direito de casar com o meu dobermann!".

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma coisa me chama a atenção nos tais jovens críticos: sua intolerância

Mensagem por Rant Casey em 5/9/2016, 14:58

Quanto menos se sabe mais certeza se tem.

_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma coisa me chama a atenção nos tais jovens críticos: sua intolerância

Mensagem por Joe em 9/9/2016, 02:16

Pondé tem que ler o Unabomber. Vai esclarecer muita coisa para ele.

_________________________________________
""Ain't nothing sadder than an outdoor cat thinks he's an indoor cat."
avatar
Joe
SATANISTA

Mensagens : 3507
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma coisa me chama a atenção nos tais jovens críticos: sua intolerância

Mensagem por StellaMaris em 9/9/2016, 12:42

Por que diz isso, Joe?
avatar
StellaMaris
Moderador
Moderador

Mensagens : 308
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma coisa me chama a atenção nos tais jovens críticos: sua intolerância

Mensagem por Joe em 9/9/2016, 14:53

Pq o unabomber esclarece muito sobre a mentalidade da esquerda no seu manifesto. Resumidamente ele diz que o esquerdista está mais interessado em se auto afirmar atacando alvos fáceis como o racismo (hj todo mundo é contra o racismo)do que atacar problemas mais difíceis.

_________________________________________
""Ain't nothing sadder than an outdoor cat thinks he's an indoor cat."
avatar
Joe
SATANISTA

Mensagens : 3507
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma coisa me chama a atenção nos tais jovens críticos: sua intolerância

Mensagem por Radamanto em 9/9/2016, 17:53

"O primeiro fetiche proponho chamarmos de fetiche da crítica." - Pondé

Fetiche é flertar com o proibido. É romper tabus, tudo o que o texto discorre às avessas.

Mas digamos que ainda haja tabus a serem rompidos no caso específico.

Pondé exerceu tão bem o fetiche da crítica, não? Como?

Ora, atacando a crítica... criticando. Não sabe estar acima dela, por isso lhe é um incômodo.

A crítica é feia? Mas não somos do tamanho do que nos aborrece? Não aprendeu a delicadeza de ser o único a pensar de uma forma única ou come na mão dos aplausos de quem pouco vale? Leitores rasos de jornais de massa.

Passada a incólume premissa capenga, ouve-se: "Pondé escreveu, deve ter dito algo cult."  

Tautologia. A sombra batendo no objeto que a projetou.

Pondé, pondere.


_________________________________________
libres-penseurs
avatar
Radamanto
Moderador
Moderador

Mensagens : 474
Data de inscrição : 03/07/2014
Localização : Monte Shasta

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma coisa me chama a atenção nos tais jovens críticos: sua intolerância

Mensagem por Roberto Apagadao em 9/9/2016, 18:13

Radamanto escreveu:
"O primeiro fetiche proponho chamarmos de fetiche da crítica." - Pondé

Fetiche é flertar com o proibido. É romper tabus, tudo o que o texto discorre às avessas.

Mas digamos que ainda haja tabus a serem rompidos no caso específico.

Pondé exerceu tão bem o fetiche da crítica, não? Como?

Ora, atacando a crítica... criticando. Não sabe estar acima dela, por isso lhe é um incômodo.

A crítica é feia? Mas não somos do tamanho do que nos aborrece? Não aprendeu a delicadeza de ser o único a pensar de uma forma única ou come na mão dos aplausos de quem pouco vale? Leitores rasos de jornais de massa.

Passada a incólume premissa capenga, ouve-se: "Pondé escreveu, deve ter dito algo cult."  

Tautologia. A sombra batendo no objeto que a projetou.

Pondé, pondere.


Vc é um poeta, cara
avatar
Roberto Apagadao
SWPL Aprendiz
SWPL Aprendiz

Mensagens : 218
Data de inscrição : 30/06/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma coisa me chama a atenção nos tais jovens críticos: sua intolerância

Mensagem por NicolasPK em 9/9/2016, 21:52

Roberto Apagadao escreveu:
Radamanto escreveu:
"O primeiro fetiche proponho chamarmos de fetiche da crítica." - Pondé

Fetiche é flertar com o proibido. É romper tabus, tudo o que o texto discorre às avessas.

Mas digamos que ainda haja tabus a serem rompidos no caso específico.

Pondé exerceu tão bem o fetiche da crítica, não? Como?

Ora, atacando a crítica... criticando. Não sabe estar acima dela, por isso lhe é um incômodo.

A crítica é feia? Mas não somos do tamanho do que nos aborrece? Não aprendeu a delicadeza de ser o único a pensar de uma forma única ou come na mão dos aplausos de quem pouco vale? Leitores rasos de jornais de massa.

Passada a incólume premissa capenga, ouve-se: "Pondé escreveu, deve ter dito algo cult."  

Tautologia. A sombra batendo no objeto que a projetou.

Pondé, pondere.


Vc é um poeta, cara

É que você não acompanha o grupo, lá é conhecido por "Rada das putaria".
avatar
NicolasPK
Arcaico
Arcaico

Mensagens : 1496
Data de inscrição : 10/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma coisa me chama a atenção nos tais jovens críticos: sua intolerância

Mensagem por Radamanto em 9/9/2016, 23:14

Nicolas, eu não vou beijar você, não importa o que diga. Very Happy

_________________________________________
libres-penseurs
avatar
Radamanto
Moderador
Moderador

Mensagens : 474
Data de inscrição : 03/07/2014
Localização : Monte Shasta

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma coisa me chama a atenção nos tais jovens críticos: sua intolerância

Mensagem por Ashura em 10/9/2016, 00:37

Me pergunto se tal alegação de Nícolas é verídica e se sim por qual razão exatamente. Ex: se a causa de tal apelido faria Radamando não só um poeta, mas provavelmente um poeteiro.

_________________________________________
In this battle you must stand firm and have no fear, no thought of flight, but be inspired to resist with ever more herculean strenght. Animals may run away from animals. But you are men, men of stout heart, and you will hold at bay these dumb brutes, thrusting your spears and swords into them, so that they will know that they are fighting not against their own kind but against the masters of animals.

Ashura
Anarco-Dadaísta
Anarco-Dadaísta

Mensagens : 3945
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma coisa me chama a atenção nos tais jovens críticos: sua intolerância

Mensagem por Ashura em 10/9/2016, 00:58

Joe escreveu:Pq o unabomber esclarece muito sobre a mentalidade da esquerda no seu manifesto. Resumidamente ele diz que o esquerdista está mais interessado em se auto afirmar atacando alvos fáceis como o racismo (hj todo mundo é contra o racismo)do que atacar problemas mais difíceis.

Isso é como o lance do estupro... Todo mundo odeia estuprador (afinal, as mulheres não querem ser estupradas e os homens não querem que suas parentes, namoradas, esposas etc. sejam estupradas) e as feministas inventam que as pessoas seriam coniventes com esse crime hediondo que nem os outros marginais toleram. A "cultura do estupro" é o nome que as feministas dão pro ônus da prova, basicamente. Daí acusam "a sociedade", visto que "a sociedade" não pode processar por crime contra a honra (ou pelo que seja).

O caso do "racismo" em particular, visto que o que chamam de "racismo" é basicamente um construto artificial no Brasil, importado/imitado dos EUA; sem razões genuínas de existir no solo pátrio, como atestou Freyre; que só pôde se materializar mais graças à hipersensibilidade intencional e estimulada. 

Bem como a pura estupidez também com essas características. Tipo se alguém fala "coração negro, lado negro" e sujeito chega: "Racismo, associando o negro a algo ruim!". Eles acham que dá pra patentear racialmente a própria percepção da cor preta? Quando apaga a luz à noite estamos tipo nos braços de uma negona gigante? Ainda mais considerando que os idiomas europeus se desenvolveram muito antes dos povos desse continente sequer ouvirem falar de homens de tez tão escura? Se falar tudo isso vão dizer que é "whitespaining" qualquer dia. Daí eu vou alegar que não porque isso seriam divagações da porcentagem africana do meu DNA, seja ela quanto for.

_________________________________________
In this battle you must stand firm and have no fear, no thought of flight, but be inspired to resist with ever more herculean strenght. Animals may run away from animals. But you are men, men of stout heart, and you will hold at bay these dumb brutes, thrusting your spears and swords into them, so that they will know that they are fighting not against their own kind but against the masters of animals.

Ashura
Anarco-Dadaísta
Anarco-Dadaísta

Mensagens : 3945
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma coisa me chama a atenção nos tais jovens críticos: sua intolerância

Mensagem por Ashura em 10/9/2016, 01:02

/\ Se é assim ninguém é racista à noite, quando quer se entranhar nas trevas pra dormir. Exceto crianças pequenas; o medo da escuridão, visto que ela é doravante indissociável de fenótipos afrodescendentes, é puro racismo. Esse tipo de sandices seriam consequências eventuais de tal lógica, não?

_________________________________________
In this battle you must stand firm and have no fear, no thought of flight, but be inspired to resist with ever more herculean strenght. Animals may run away from animals. But you are men, men of stout heart, and you will hold at bay these dumb brutes, thrusting your spears and swords into them, so that they will know that they are fighting not against their own kind but against the masters of animals.

Ashura
Anarco-Dadaísta
Anarco-Dadaísta

Mensagens : 3945
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma coisa me chama a atenção nos tais jovens críticos: sua intolerância

Mensagem por Ashura em 10/9/2016, 01:21

Se fossem atacar problemas reais, no entanto...


_________________________________________
In this battle you must stand firm and have no fear, no thought of flight, but be inspired to resist with ever more herculean strenght. Animals may run away from animals. But you are men, men of stout heart, and you will hold at bay these dumb brutes, thrusting your spears and swords into them, so that they will know that they are fighting not against their own kind but against the masters of animals.

Ashura
Anarco-Dadaísta
Anarco-Dadaísta

Mensagens : 3945
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma coisa me chama a atenção nos tais jovens críticos: sua intolerância

Mensagem por Joe em 10/9/2016, 01:48

Sobre o texto do Pondé: o comentário sobre intolerância dos jovens não é novidade.  Tem um texto do Olavo de Carvalho, " O imbecil Juvenil", que é de uns 20 anos atrás e já dizia a mesma coisa.

No mais o Pondé foi superficial: ele descreve um perfil comportamental que qualquer um com mais de dois neurônios consegue perceber sozinho, mas não analisa o PORQUE desse comportamento.

Nesse sentido até o texto do Olavo é melhor.  Basicamente o velho diz que jovens são idiotas pq tem necessidade de pertencer a um grupo, e sua ignorância os torna fáceis de serem cooptados por ideologias imbecis.

_________________________________________
""Ain't nothing sadder than an outdoor cat thinks he's an indoor cat."
avatar
Joe
SATANISTA

Mensagens : 3507
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma coisa me chama a atenção nos tais jovens críticos: sua intolerância

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum