Bem-vindos a Taberna!
Grupo do Facebook


Freud estará morto?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Freud estará morto?

Mensagem por Convidado em 29/4/2016, 09:28

No futuro, sexo será coisa de pobre. Diz, de repente, meu amigo esquisito, que anda meio deprimido com o Brasil "inteligente", que insiste em amar o populismo brega do PT. Mas, voltemos à hipótese acima. Por que no futuro sexo será coisa de pobre?

Vamos desenvolver essa intuição desesperadora. Simples: porque os mais ricos e instruídos farão sexo sustentável consigo mesmos. O acúmulo de riqueza está deixando a moçadinha mais instruída brocha. A vida sexual nessa camada social será uma grande punheta. Faça um teste: entre os mais jovens, só os pobres ainda acreditam na "diferença sexual". Dito de forma direta: só os mais pobres acreditam que existam homens e mulheres entre nós.

E qual a razão "filosófica" pra isso? Simples, de novo. A histeria (aquela que deixava as mulheres do tempo de Freud paralisadas diante do gozo) hoje se fez laço político utópico. A utopia política é histérica porque toda utopia é histérica. Limpinha, perfeita, imaculada, paralisada diante da realidade suja. A histeria teme o gozo porque tem horror ao sexo, sujo em sua natureza íntima. E os inteligentinhos (histéricos de carteirinha) determinaram que o sexo é político.

Para gozar, temos que ser sujos e injustos. Imagine uma histérica de hoje, toda limpinha, fazendo um boquete num cara? A exigência será que o esperma seja orgânico e igual para todos.

Os heterossexuais serão visto andando em bandos na periferia, mergulhados em sua ignorância, acreditando na fábula da "diferença entre os sexos". Os mais ricos terão aderido ao movimento "transnada". Mesmo os gays já serão um fenômeno de classe C. O chique mesmo será visto nas ruas da zona oeste, passeando com seu golden retriever: o "transnada". Figura eclética, criada pela sociologia "progressista".

Nosso "transnada" frequentará consultórios de psicanalistas e se cortará diante de sua analista, procurando sentir alguma coisa, já que a sociologia de gênero terá provado que seu "corpo é uma representação social". Como sentir alguma coisa se seu corpo é uma representação social? Como um fantasma, nosso "transnada" vagará pelo mundo das representações sociais.

Detalhe: a cegueira contemporânea é não perceber que a agressão ao desejo agora não vem do "cristianismo", mas do sexo como representação social. É a utopia do sexo correto que aniquilará o desejo pelo corpo.

Acreditar que o corpo seja uma representação social é como crer em almas penadas: uma vez tendo caído na rede, você fica bobo e o próximo passo será a crença em duendes.

Aprofundemos um pouco mais. Como pensar em sexo sem pensar na pulsão de morte? Conceito problemático para um mundo rico que localizou o mal na opressão social. Só o capital carrega a "letra escarlate" da pulsão de morte. E sem pulsão de morte, o sujeito está morto. Por isso, só os mais pobres farão sexo. Porque estes ainda gozarão com o "mal" em si mesmos. Sem pulsão de morte não há sexo nem gozo.

Vou contar um fato que presenciei recentemente, que parece não ter nada a ver com isso, mas que tem tudo a ver.

Estava eu observando um grupo de monitores conversando com um grupo de crianças de uns quatro ou cinco anos, num ambiente de classe A em São Paulo. Um dos meninos chuta uma árvore. Parece irritado. O monitor, carregado daquela bondade perigosa e adocicada, diz para ele em forma de repreensão, mas fingindo ser uma forma de amor ao portador:

"Joãozinho!" (vamos chama-lo de Joãozinho para prestar uma homenagem a esse personagem já perdido no tempo, um tempo sem a melação de hoje em dia). "Você não lembra do desenho que acabamos de ver?". Joãozinho para, assustado. "Você não lembra que o desenho mostra que se maltratarmos a natureza isso fará mal para nós mesmos?" Joãozinho permanecia imóvel diante de "tanto amor à natureza".

Os idiotas do bem esqueceram do ensinamento do grande Nelson Rodrigues, nosso maior especialista em sexo, desejo e pulsão de morte: "Só os neuróticos verão a Deus". No futuro, só os sujos terão corpo. Só os pobres de espírito farão sexo. Só os injustos gozarão. Freud estará de fato morto.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/luizfelipeponde/2016/04/1764248-freud-estara-morto.shtml

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Freud estará morto?

Mensagem por Convidado em 29/4/2016, 09:52

O rico ou classe média que o Pondé sempre se refere é, na verdade, um falso rico, ele resume o mundo à classe universitária ou humanista a qual ele pertence. O rico ou classe média padrão, pós-universitário e principalmente aquele menos letrado, pragmático, ta pouco se lixando para isso tudo aí, quer mais é ganhar dinheiro, andar com carrão do ano e comer as putas. Pondé sofre do reductum ad-academicus...Pondé precisa deixar seu circulo universitário e passar a andar mais com bombeiros, agentes penitenciários, policiais mitares, civis, federais, auditores, servidores do judiciário, engenheiros, empresários. Basta uma folga que os caras tão fazendo aquilo em que ele fica pensando, transar, daí quem sabe ele também fica menos gay.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Freud estará morto?

Mensagem por Sir D. Fortesque em 29/4/2016, 11:51

Me dá vontade de rir lendo esses textos do Pondé.
Ele obviamente faz textos para chocar e irritar, mas fica absurdamente forçado, puta merda.
avatar
Sir D. Fortesque
Aspirante a Dadaísta
Aspirante a Dadaísta

Mensagens : 489
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Freud estará morto?

Mensagem por Sir D. Fortesque em 29/4/2016, 11:52

Drago escreveu:O rico ou classe média que o Pondé sempre se refere é, na verdade, um falso rico, ele resume o mundo à classe universitária ou humanista a qual ele pertence. O rico ou classe média padrão, pós-universitário e principalmente aquele menos letrado, pragmático, ta pouco se lixando para isso tudo aí, quer mais é ganhar dinheiro, andar com carrão do ano e comer as putas. Pondé sofre do reductum ad-academicus...Pondé precisa deixar seu circulo universitário e passar a andar mais com bombeiros, agentes penitenciários, policiais mitares, civis, federais, auditores, servidores do judiciário, engenheiros, empresários. Basta uma folga que os caras tão fazendo aquilo em que ele fica pensando, transar, daí quem sabe ele também fica menos gay.

Tem um texto dele falando de putas de 1000 reais, ou tá comendo as mulheres mais gostosas do mundo ou ele tá sendo feito de trouxa.
avatar
Sir D. Fortesque
Aspirante a Dadaísta
Aspirante a Dadaísta

Mensagens : 489
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Freud estará morto?

Mensagem por NicolasPK em 29/4/2016, 13:06

Vocês sabem que ele não escreve com seriedade esses textos , né?
avatar
NicolasPK
Arcaico
Arcaico

Mensagens : 1496
Data de inscrição : 10/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Freud estará morto?

Mensagem por White Witch em 29/4/2016, 16:07

Eu era "anti freud" ou coisa parecida, mas fica cada dia mais difícil negar o velho.

_________________________________________
TUTORIAL=> Encurtando e criptografando links
avatar
White Witch
Webmaster
Webmaster

Mensagens : 1777
Data de inscrição : 02/07/2014
Localização : Seversk - Rússia

http://eusouarcaico.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Freud estará morto?

Mensagem por Ashura em 29/4/2016, 16:44

Antigamente patricinhas eram as primeiras a invocar Freud, visto que ele falava que sujeito que falasse demais era porque tinha peru pequeno, ou algo assim. Isso era prato cheio pra mina que apanhou pro namorado e pegou ódio de todos os homens.

Bônus, Freud era ateu militante.

Daí elas descobriram o conceito de "inveja do pênis" e ele meio que virou persona non grata.

_________________________________________
In this battle you must stand firm and have no fear, no thought of flight, but be inspired to resist with ever more herculean strenght. Animals may run away from animals. But you are men, men of stout heart, and you will hold at bay these dumb brutes, thrusting your spears and swords into them, so that they will know that they are fighting not against their own kind but against the masters of animals.
avatar
Ashura
Anarco-Dadaísta
Anarco-Dadaísta

Mensagens : 3946
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Freud estará morto?

Mensagem por Convidado em 29/4/2016, 17:43

Sir D. Fortesque escreveu:
Drago escreveu:O rico ou classe média que o Pondé sempre se refere é, na verdade, um falso rico, ele resume o mundo à classe universitária ou humanista a qual ele pertence. O rico ou classe média padrão, pós-universitário e principalmente aquele menos letrado, pragmático, ta pouco se lixando para isso tudo aí, quer mais é ganhar dinheiro, andar com carrão do ano e comer as putas. Pondé sofre do reductum ad-academicus...Pondé precisa deixar seu circulo universitário e passar a andar mais com bombeiros, agentes penitenciários, policiais mitares, civis, federais, auditores, servidores do judiciário, engenheiros, empresários. Basta uma folga que os caras tão fazendo aquilo em que ele fica pensando, transar, daí quem sabe ele também fica menos gay.

Tem um texto dele falando de putas de 1000 reais, ou tá comendo as mulheres mais gostosas do mundo ou ele tá sendo feito de trouxa.

Meu amigo, Pondé fala metaforicamente.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Freud estará morto?

Mensagem por Convidado em 29/4/2016, 17:45

Drago escreveu:O rico ou classe média que o Pondé sempre se refere é, na verdade, um falso rico, ele resume o mundo à classe universitária ou humanista a qual ele pertence. O rico ou classe média padrão, pós-universitário e principalmente aquele menos letrado, pragmático, ta pouco se lixando para isso tudo aí, quer mais é ganhar dinheiro, andar com carrão do ano e comer as putas. Pondé sofre do reductum ad-academicus...Pondé precisa deixar seu circulo universitário e passar a andar mais com bombeiros, agentes penitenciários, policiais mitares, civis, federais, auditores, servidores do judiciário, engenheiros, empresários. Basta uma folga que os caras tão fazendo aquilo em que ele fica pensando, transar, daí quem sabe ele também fica menos gay.

Pondé fala da classe intelectual/tecnocrata/burocrata, de classe média ou classe alta de São Paulo, que é o maior centro SWPL do Brasil. Ele detesta esse tipo de cultura e deixa bem claro isso.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Freud estará morto?

Mensagem por Sir D. Fortesque em 29/4/2016, 19:24

Redondo_Apaixonado escreveu:
Sir D. Fortesque escreveu:
Drago escreveu:O rico ou classe média que o Pondé sempre se refere é, na verdade, um falso rico, ele resume o mundo à classe universitária ou humanista a qual ele pertence. O rico ou classe média padrão, pós-universitário e principalmente aquele menos letrado, pragmático, ta pouco se lixando para isso tudo aí, quer mais é ganhar dinheiro, andar com carrão do ano e comer as putas. Pondé sofre do reductum ad-academicus...Pondé precisa deixar seu circulo universitário e passar a andar mais com bombeiros, agentes penitenciários, policiais mitares, civis, federais, auditores, servidores do judiciário, engenheiros, empresários. Basta uma folga que os caras tão fazendo aquilo em que ele fica pensando, transar, daí quem sabe ele também fica menos gay.

Tem um texto dele falando de putas de 1000 reais, ou tá comendo as mulheres mais gostosas do mundo ou ele tá sendo feito de trouxa.

Meu amigo, Pondé fala metaforicamente.


Aí que tá o problema.
Tudo que esse velho escreve ao invés de parecer um humor ácido e sutil, fica forçado para caralho.
avatar
Sir D. Fortesque
Aspirante a Dadaísta
Aspirante a Dadaísta

Mensagens : 489
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Freud estará morto?

Mensagem por Convidado em 29/4/2016, 20:58

O texto dele gravita em uma crítica ao pensamento progressista, que tende ao niilismo, homossexualismo e abortismo. É um pensamento que na prática promove esterilidade. Ex: a Europa, aonde os europeus viraram "espécie em extinção", ao abraçar a modernidade. Enquanto isso, o muçulmano "fundamentalista" imigrante tem 8 filhos por família.

"Pouco importa o que você pensa: se você não tiver filhos, o futuro não é seu"




Claro: tanto nos países pobres como nos ricos, sob todas as formas de governo, as taxas de natalidade estão declinando, por todo o globo. Mas elas estão declinando menos entre os que seguem leis religiosas estritas e possuem uma fé literal na Bíblia, na Torá ou no Corão. Na verdade, o padrão da fertilidade humana agora se encaixa neste padrão: os que tem menos probabilidade de procriar são os que não professam nenhuma fé em Deus; aqueles que se descrevem como agnósticos ou simplesmente espiritualistas têm apenas um pouco mais de probabilidade de permanecerem sem filhos. Subindo no espectro, os tamanhos das famílias crescem entre os unitaristas, judeus reformados, evangélicos convencionais e católicos relaxados, mas as taxas de natalidade encontradas nestas populações ainda estão muito abaixo dos níveis de reposição. Apenas quando vamos nos aproximando da esfera da prática e da fé religiosa marcadas por uma intensidade que poderíamos chamar, por falta de uma palavra melhor, de "fundamentalismo", é que nós encontramos bolsões de elevada fertilidade e, conseqüentemente, rápido crescimento populacional.

http://orkut.google.com/c1437514-tf67b6f6ce2f62c94.html
.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Freud estará morto?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum