Bem-vindos a Taberna!
Grupo do Facebook


Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Página 3 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Convidado em 29/5/2016, 10:23

Com relação à penetração, você vê isto como ato de poder do lado masculino? E se a vontade for feminina de cavalgar, as ditas relações de poder mudariam?
Algumas sociedades matriarcais não conseguem ver esse tipo de relação de poder. Basicamente, nivelam por igual homens e mulheres.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Rant Casey em 29/5/2016, 14:53

Redondo_Apaixonado escreveu:Com relação à penetração, você vê isto como ato de poder do lado masculino? E se a vontade for feminina de cavalgar, as ditas relações de poder mudariam?
Algumas sociedades matriarcais não conseguem ver esse tipo de relação de poder. Basicamente, nivelam por igual homens e mulheres.

Caro Redondo,

Vejamos a tua pergunta.

Se o homem quer passar o pincel na pequena, então ele lá de pincel em riste, está repleto de poder, mas se a pequena quiser e gostar, ele já não tem mais poder? Não precisa ir longe com esse raciocínio para ver que logo vira papo de louco.

É por isso que volta e meia, tem feminista se perguntando se pode dar de quatro.

Se há alguma relação de poder entre os sexos, e sobretudo no sexo, eu penso ela em termos de coerção. Mas é uma coerção interior. O desejo coagem os amantes a cederem um ao outro. Mesmo contra seu melhor juízo, e talvez até sua vontade - se você conceder que uma pessoa possa ter duas vontades, a do bom senso e a do desejo.

Isso é algo para ser aceito pacificamente, sem questionamentos. Porque senão entramos em outro papo de louco: poderoso é aquele que dá vazão ao seu desejo, ou aquele que os contém? Não tenha pressa em responder, porque se por um lado o segundo indivíduo parece mais poderoso, lembre-se que por vezes desejos são contidos não por iniciativa própria mas por condições exteriores. E aí? Qual caso? Visse, isso leva a uma outra loucurada.

Pessoalmente, eu acredito que o sexo é o momento em que os sexos param de jogos de poder, e decidem jogar ambos pelo mesmo time. Tênis Vs Frescobol.


_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Convidado em 29/5/2016, 16:57

Valew pela resposta, muito obrigado.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Convidado em 29/5/2016, 17:36

Tenho uma dúvida:

Pago minhas contas em dia. Se pego emprestado, devolvo. Cumprimento a todos, sou educado no meu cotidiano. Me interesso pelas pessoas e pelos animais, sou um homem que pode ser considerado "sensível" (sem boiolagens).

Gosto de conhecer pessoas e tenho facilidade nisso. Seja gringo, brasileiro, velho, gente nova. Sem jogos, sem arrogância, não tenho problemas em tomar "fora" de mulher, sou cara-de-pau, mas sempre respeitoso.

O problema é que com o decorrer do tempo, acho que as pessoas começam a me "asfixiar" com demandas, reclamações e com os podres que todos nós temos. Então começo a dar uma afastada e as demandas aumentam.

Esse padrão de comportamento tem se tornado constante e cansativo.

Vou dar um exemplo: fiquei na casa de um colega em Serra Negra. O cara até que foi gente fina, mas achei que ele foi muito autoritário e impositivo em exigir que ficasse ali 2 dias seguidos. Parece que ele estava falando com um moleque qualquer: "Você vai dormir mais uma noite aí". Na hora não falei nada para não ficar chato e já havia argumentado antes que tinha de voltar mais cedo para estudar para um concurso, mas foi inútil. Ele não me ouviu.

Outro exemplo: falei pra um colega meu que tava cheio de coisa pra fazer e ele simplesmente ignorou esse fato. Disse que eu estava mentindo e estava na pior, porque estava com cara de sono. Novamente, ignorei o que considerei um insulto.

O primeiro contato que tenho com as pessoas é bom, para depois ficar feio. Detesto ter que tomar uma atitude mais firma, principalmente com quem eu gosto.

O que você recomenda?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Rant Casey em 29/5/2016, 18:19

Hum...

Complicado. As pessoas tomam as pessoas de gênio fácil como fracas e sem vontade. Sem sempre com intenção de abusar, mas acontece algo com seres humanos, que é o seguinte: todos têm vontades em relação aos outros. Que fiquem, que vão, que lhes acompanhem, que participem disso e daquilo. No geral sabem que não podem sair por aí impondo sua vontade porque serão rechaçados, mas quando esbarram em alguém que torna a vida fácil e fluente, confundem essa cortesia com a possibilidade de, através dessa pessoa, satisfazer suas vontades. Podem inclusive se mostrar até mais irritadas do que estariam com outras pessoas, caso você recuse suas ofertas - coisa que não ficariam, com pessoas menos fáceis no trato, que rebateriam de imediato sem pensar.

Algumas pessoas que não sabem dizer não, para aprenderem, passam por uma fase de dizerem não a tudo, se tornam rudes, agressivas... precisam recrutar muita energia para dizer não, e acabam sendo enérgicas demais.

Você no entanto, como sabe ser gentil, precisa aprender a gentilmente dizer não. Não, e pronto. Com sorriso. Não, obrigado, eu preciso ir. Que bom que você gostaria que eu ficasse, brother, eu certamente vou voltar, mas sim preciso ir. Me retribua a visita. Sim, eu preciso, agora pára de ser emo. Etc.

Não precisa cair na cilada dos que pra aprender a dizer não a algumas coisas começam a dizer não a tudo. Use dessa mesma gentileza, e adicione apenas uma coisa a ela, firmeza.

Não é fácil, e eu mesmo tive experiências muito ruins, inclusive recentemente. Por menos que pareça eu sou bastante democrático nas relações cotidianas e tive situações em que pessoas confundiram minha boa vontade com falta de vontade.

Mas é assim mesmo.

_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Radamanto em 29/5/2016, 23:38

Pessoas gentis enxergam um Cérbero oculto nos outros.



_________________________________________
libres-penseurs
avatar
Radamanto
Moderador
Moderador

Mensagens : 474
Data de inscrição : 03/07/2014
Localização : Monte Shasta

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Convidado em 30/5/2016, 13:53

Obrigado.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Convidado em 1/6/2016, 10:31

Minha professora de redação caiu em uma depressão profunda.
Qual a opinião do Rant a respeito de que a depressão é cada vez mais comum no mundo inteiro?
Você que tal fato (expansão da doença) prova que a sociedade capitalista falhou em criar bem estar, ao apenas se importar com o material?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Rant Casey em 2/6/2016, 12:03

Redondo_Apaixonado escreveu:Minha professora de redação caiu em uma depressão profunda.
Qual a opinião do Rant a respeito de que a depressão é cada vez mais comum no mundo inteiro?
Você que tal fato (expansão da doença) prova que a sociedade capitalista falhou em criar bem estar, ao apenas se importar com o material?

A "Sociedade Capitalista" jamais se propôs a nada que não fosse produzir riqueza. Basta ignorar alguns de seus apologistas, que isso fica evidente. Esta, portanto, teve grande sucesso no que se propôs.

Quanto à doença da depressão, eu não sou psicólogo, mas acredito que isso não tenha uma explicação sociológica tão boa quanto uma que seja caso a caso, focada no indivíduo. Ou seja, será que ela tem depressão por causa da "atomização e anomia da pos modernidade", ou porque não tem um marido ou ele não a beija fazem cinco anos?

Eu sei lá.


_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Convidado em 3/6/2016, 14:48

Coisas pra se pensar. Liguei pra ela ontem, ela não quis conversa, tava mal mesmo.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Convidado em 3/6/2016, 14:50

Eu ainda não consegui qual a diferença entre anarcodadaísmo e niilismo.

Pelo o que eu entendi, ambos partem do pressuposto de que não existe algum grande objetivo ou alguma descrição objetiva da existência, mas sim um enorme caos, um enorme absurdo, sem nenhum significado. Palavras de um leigo, conheço quase nada de filosofia.
Poderia dar algumas palavras sobre essa diferença? No final das contas, parece apenas que o anarcodadaísmo é uma versão escrachada e humorística do niilismo.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Rant Casey em 5/6/2016, 13:08

Para a psicologia moderna, sentimentos são uma realidade em seu próprio direito. Uma realidade, no sentindo de multiplas realidades - o que é a essência do solipsismo, e o oposto da idéia Aristotélica de experiência direta com a realidade (concreta).

Imaginário aparte, uma realidade das mais palpáveis sobre a mulher, é a sua necessidade de drama. Drama, nesse caso, é um extravasamento para a realidade concreta de suas "realidades" interiores. Não é complicado: A realidade concreta é insuportável para todos, e pode sugar a vida de qualquer coisa. Vide a impossibilidade ou aridez de se viver uma vida perfeitamente lógica.

No caso feminino no entanto, esse grau de aversão é maior, e possibilitado por sua limitada interação com a realidade concreta - motivo o qual há muito menos engenheiras do que psicólogas visto que o homem se dá menos ao direito de hostilizar o palpável.

Você pode explicar pelo menos metade do que uma mulher faz ou diz por sua necessidade de drama - sua hostilidade ao concreto, pela necessidade de preservar sua vida interior da terrível conciliação entre "quero" e "posso".

E aqui está uma questão chave: visto que todas precisam de drama, quanto menores os dramas que ela necessita, menores as moléstias que se abatem sobre uma mulher e os homens a sua volta.

A "boa mulher" se contenta com doses pequenas de drama. Uma discordância sobre qual filme assistir com seu parceiro lhe basta para conjurar uma incompatibilidade fundamental, e satisfazer sua fantasia de "amor impossível", e também seu sentimento de superação da impossibilidade, e fazer sentir-se tal qual Julieta.

O grande perigo são as mulheres que necessitam de grandes encenações de drama para satisfazerem-se, para quem pequenos dramas são irrelevantes do mesmo modo que para um viciado a dose inicial de sua droga não lhe faz o menor impacto.

Sem uma grande oposição, sem uma grande dose de sofrimento, ela não sente-se viva. Assim entende-se melhor o "monstro" feminino, como Susane Von Richtoffen, para quem nada menos do que uma trama para dar cabo de seus pais, satisfaria seu desejo de drama.

Assim também entende-se moças como as que sobem o morro e acabam "violadas" por 33 homens. Nada menos do que a adrenalina de estar entre homens perigosos lhe satisfaria. Nada menos do que o drama de encontrar-se na abjeta situação de objeto sexual destes homens, a contentaria.

Me são desconhecidas ainda as causas. Mas arrisco que o motivo é exatamente aquele pelo qual os homens pressentem que a mulher com uma má relação com o pai, tende a ser mais destrutiva: o experimentar sofrimento real cedo, lhe dá doses maiores de drama ainda em estágio formacional. Uma vez seja ela uma jovem adulta, doses menores não serão novidade. Sua necessidade por cenários dramáticos a impulsiona a criar realidades concretas cada vez mais trágicas, para que as consequências disso lhe ofereçam vivências dramáticas cada vez mais fortes.

O homem comum deve estar atento à mulher que à primeira vista é "drama free". É apenas porque não é qualquer drama que lhe fará realizada. Quando a necessidade surgir, nada menos do que uma dose forte bastará. E para isso, seu apetite exigirá que se crie cenários onde o momento trágico seja o mais inescapável possível, sem saída segura, sem "dispositivo de segurança" na conciliação - para a certeza de lágrimas, e para que possa personificar a "heroína" de uma tragédia extrema, nenhum esforço ou loucura será pouco para fazer verdadeiro o seu sofrimento.

Em outras palavras - a mulher que não se contenta dramas pequenos e solúveis, precisará de grande tragédia para que cumpra o ciclo e sinta-se viva.


_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Rant Casey em 5/6/2016, 13:13

Redondo_Apaixonado escreveu:Eu ainda não consegui qual a diferença entre anarcodadaísmo e niilismo.

Pelo o que eu entendi, ambos partem do pressuposto de que não existe algum grande objetivo ou alguma descrição objetiva da existência, mas sim um enorme caos, um enorme absurdo, sem nenhum significado. Palavras de um leigo, conheço quase nada de filosofia.
Poderia dar algumas palavras sobre essa diferença? No final das contas, parece apenas que o anarcodadaísmo é uma versão escrachada e humorística do niilismo.

O niilismo em nada crê, enquanto o anarco-dadaísmo dá tudo como possível.

Sendo a vida e a fala dos homens uma farsa, a farsa é a própria realidade. Uma vez que os atos e palavras dos homens passam a ocupar a categoria de farsa, deixam de ocupar uma categoria ética grave.

E a partir deste momento, tudo na vida menos a morte, vira brinquedo.

Niilistas são tipos amargos e sardônicos. Anarco dadaístas são mais como o Lord Henry de O Retrato de Dorian Grey.

_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Oda Mae em 7/6/2016, 08:09

Olá, Rant. Saudades.

Laughing
avatar
Oda Mae
SWPL Aprendiz
SWPL Aprendiz

Mensagens : 285
Data de inscrição : 03/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Rant Casey em 7/6/2016, 11:12

Oda Mae escreveu:Olá, Rant. Saudades.

Laughing

Olá, doçura.

afro

_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Convidado em 8/6/2016, 13:25

Qual o sentido do sexo, se não for para reproduzir e perpetuar seus genes? O homem que procura uma prostituta é como o homem que procura o traficante de drogas? Quando fazemos sexo temos que assumir que queremos gerar uma prole com aquela pessoa?
Qual a diferença entre masturbação e se aproveitar dos serviços de uma prostituta, se ambos somente visam o prazer?
Começo a achar que é desperdício de tempo e de energia, transar por transar.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Rant Casey em 8/6/2016, 15:18

Redondo_Apaixonado escreveu:
Qual o sentido do sexo, se não for para reproduzir e perpetuar seus genes? O homem que procura uma prostituta é como o homem que procura o traficante de drogas? Quando fazemos sexo temos que assumir que queremos gerar uma prole com aquela pessoa?
Qual a diferença entre masturbação e se aproveitar dos serviços de uma prostituta, se ambos somente visam o prazer?
Começo a achar que é desperdício de tempo e de energia, transar por transar.

Tu só pode ser puto...

_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Convidado em 8/6/2016, 15:57

Não estou trollando, mas apenas pensando racionalmente.
Quantos caras já se foderam por causa da putaria, foram passados pra trás, pegaram doença e gastaram muito dinheiro e tempo, engravidaram mulher, só pra dar uma trepadinha.
Transar pode ser perigoso.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Joe em 8/6/2016, 19:43

Pior que essa pergunta do Redondo não me surpreende.

Tem uma entrevista do Hélio Gracie onde ele diz que sexo é apenas para procriação e que se o cara quer ser um grande artista marcial a energia sexual deve ser toda focada na luta.

_________________

PLAYBOY – Quantas vezes o senhor fez sexo na vida?

GRACIE – [Pausa.] Olha, sou recordista mundial de pouca transação. Com minha projeção, poderia ter transado com o Brasil inteiro. Mas nunca tive relações com mais de dez mulheres. E só transei com mulheres que aceitavam a idéia de ter filhos.

PLAYBOY – Então, fazendo as contas, se o senhor teve nove filhos, transou pouco mais de nove vezes?

GRACIE – Não, também não era assim. Tinha vezes de transar toda noite. Mas nem todo mês a mulher engravida, porque Deus não manda. Então, transava quantas vezes quisesse, até vir a gravidez, ou quando a mulher solicitava. A prova maior da minha abstinência provém do número de mulheres com quem tive sexo. E foram dez em toda a minha vida. É onde está o meu mérito. Tive umas trinta namoradas, mas não passava de um beijinho aqui, um beijinho ali.

_____________________


https://fisiculturismo.com.br/forum/topic/19973-quem-j%C3%A1-viu-essa-entrevista-de-helio-gracie/

_________________________________________
""Ain't nothing sadder than an outdoor cat thinks he's an indoor cat."
avatar
Joe
SATANISTA

Mensagens : 3507
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Rant Casey em 9/6/2016, 12:21

Parem de poluir meu tópico com viadagem. Último aviso.

_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Convidado em 9/6/2016, 16:42

Com relação ao ócio, qual a sua visão sobre ela?
Alguns a consideram como um mero descanso para o trabalho, outros a veem como fonte de inspiração e outros como estilo de vida.

Sempre que ligo para algum colega e ele me diz que "está fazendo nada", eu pergunto como é possível alguém fazer nada.
Estamos fazendo algo constantemente, mesmo que não tenha lá muita importância.
O guru Osho dizia que apenas na meditação que cessamos todas as atividades.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Rant Casey em 9/6/2016, 19:49

Ah, o ócio! Deixa eu ver se eu me lembro como é...


_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Joe em 10/6/2016, 03:37

Pontífice, responda a pergunta do Redondo sobre sexo, por favor. Sacie nossa curiosidade.

_________________________________________
""Ain't nothing sadder than an outdoor cat thinks he's an indoor cat."
avatar
Joe
SATANISTA

Mensagens : 3507
Data de inscrição : 01/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Rant Casey em 13/6/2016, 17:31

Redondo_Apaixonado escreveu:
Qual o sentido do sexo, se não for para reproduzir e perpetuar seus genes? O homem que procura uma prostituta é como o homem que procura o traficante de drogas? Quando fazemos sexo temos que assumir que queremos gerar uma prole com aquela pessoa?
Qual a diferença entre masturbação e se aproveitar dos serviços de uma prostituta, se ambos somente visam o prazer?
Começo a achar que é desperdício de tempo e de energia, transar por transar.

Para além da função orgânica, o sexo é um momento em que o homem encara o abismo. Não é prático - o sexo sem fim reprodutivo não resulta em nada. No entanto o homem é coagido de corpo e alma a abandonar as justificativas e mergulhar nele.

O sexo é uma daquelas experiências que é tão mais impactante quanto menos houverem salvaguardas. Quem o faz com distanciamento; ou faz protocolarmente (porque acha que deveria, afinal, é o que se faz...) não consegue experimentar a fundo; nem os prazeres; nem a desolação e a vulnerabilidade pós coito.

O sexo é provavelmente a expressão mais crua do mágico e do místico. Requer toda certeza e nenhum cálculo. O homem nele enfrenta medos que tem que necessariamente abandonar para conseguir vivê-lo. O homem teme os apegos; teme não ser tão viril quanto deveria; teme muitas coisas - e não pode esconder-se delas no sexo. Ou ele mergulha, ou se não conseguir despir-se experimenta no máximo um cansaço... algo relaxante, mas meio "despropositado" (esse tipo de homem costuma dizer que "mais vale uma punheta", e é porque trata o sexo como um prozac, esse homem não sabe trepar e se borra de medo).

No sexo é impossível ser estanque. Você se mistura, de mais formas que apenas os fluídos. Você se mistura com a pessoa - partilha por um instante o que ela é, e ela o que tu és. É um ensaio para um aprendizado maior - enquanto durar sua virilidade, esse é o convite do homem para o experimentar ser mais do que a si mesmo. Oxalá até a velhice, quando não mais fizer sexo, ele tenha aprendido com o sexo (os passos iniciais) a ser mais que apenas ele mesmo através do amor.

O sexo é o convite para o amor.

_________________________________________
Guess what? I have a fever. And the only prescription is more cowbell!
https://www.youtube.com/watch?v=fyV2cPLuFuA

SKAVURSKA!
avatar
Rant Casey
Pontifex Anarco-DadaMestre
Pontifex Anarco-DadaMestre

Mensagens : 2360
Data de inscrição : 14/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Convidado em 14/6/2016, 01:25

"...não consegue experimentar a fundo; nem os prazeres; nem a desolação e a vulnerabilidade pós coito..."
-
É muito difícil imaginar que exista homens com esse despreendimento e intensidade de entrega no sexo ou distinguir isso diante da nossa auto projeção romântica.

De qualquer maneira, é um pensamento interessante.
-
Já que o assunto é sexo...

Transar 2 vezes de madrugada ou 1 longa vez de manhã ?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Memórias, Reflexões e Solilóquios do Pontifex

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum